Aeroporto Pinto Martins sob nova direção

/, Destaques/Aeroporto Pinto Martins sob nova direção

Aeroporto Pinto Martins sob nova direção

Wilton DaherA auspiciosa notícia veiculada pelo jornal O Povo, em 27/01/2017 (http://bit.ly/2jPmPFx), informando que a administradora aeroportuária alemã Fraport estaria interessada em participar do processo licitatório do Aeroporto Pinto Martins, em março próximo, estimulou-me a compartilhar rápidas considerações sobre a Fraport Airport Services Worldwide e a Alemanha, pequeno-grande país.

A Fraport iniciou suas atividades em 1924. Instalada em quatro continentes, atua paralelamente nos setores de varejo, negócios imobiliários e serviços. Destaca-se entre as empresas líderes da administração de aeroportos, além de ser empresa reconhecida mundialmente pela excelência de sua Governança. Em 2015, obteve receita bruta anual de 2,6 bilhões de euros. Controlada pelo Estado (31,5% do seu capital pelo estado de Hesse e 20,02% pela prefeitura de Frankfurt), o restante do capital é detido pelos acionistas minoritários, como a Lufthansa (controladora da Condor que realiza voo semanal Frankfurt–Fortaleza), detentora de 8,45% do capital social.

A propósito, o aeroporto de Frankfurt é um gigantesco empreendimento instalado em 22,5 km² de área, composto de 4 pistas, 2 terminais de embarque (o terceiro, na ala Sul, será inaugurado em 2021 e será o mais moderno da Europa), 152 portões de embarque, 203 posições de aeronaves, 1 terminal de trens de longa-distância (ICE train), no qual 390 deles passam diariamente. Na prática, uma pequena cidade em que transitam, por dia, cerca de 163.000 passageiros, 78.000 unidades de bagagem, 6.000 m³ de carga. 104 empresas aéreas operam 297 voos para 104 países. 78.000 pessoas trabalham na Frankfurt Airport City, 21.000 no grupo Fraport, 38.000 nas empresas aéreas, 4.850 em órgãos governamentais e 14.450 em lojas, e visitantes.

Destaque-se a maravilhosa área de shopping e serviços instalados nos 2º e 3º pisos dos terminais A e B, com refinados e confortáveis ambientes. O aeroporto de Frankfurt é responsável por 8,5% do PIB da Alemanha, o 11º aeroporto do mundo em termos de passageiros/dia (61 milhões) e o 9º em carga (2,1 toneladas). Dados obtidos em Jornada Técnica sobre Governança Corporativa realizada em 2015 na Alemanha.

A Alemanha, com apenas 357,4 mil km² de área (caberia 23 vezes no território brasileiro) é a 4ª maior economia do mundo e um dos três maiores exportadores globais. Arrasada por duas grandes guerras (1914-1918 e 1938-1945), superou as estratosféricas elevações do preço do petróleo nas décadas de 70 e 80; o impacto da reunificação, em 1990; a recessão mundial de 2008-2009; e está passando incólume pela atual crise que atinge a zona do euro.

Sua economia pujante resulta da elevada qualificação dos agentes do mercado, apoiada em exponencial conteúdo tecnológico. Dos 3,6 milhões de empresas, 3,5 milhões (99,3%) têm, no máximo, 49 empregados. Apenas 12,2 mil empresas empregam acima de 250 colaboradores. 95% de suas empresas são de controle familiar, de pequeno e médio porte (Mittelstand), na grande maioria, centenárias. De acordo com estudos recentes da Universidade de Saint Gallen da Suíça, das 500 maiores empresas familiares do mundo, 94 são alemães.

Qual o segredo desse sucesso? Solidariedade, cooperação, disciplina, respeito às regras, integridade, planejamento, controles internos etc. As Mittelstand são responsáveis por 68% das exportações. Os setores automotivos, de maquinário, de eletrônicos e medicamentos são seus pontos fortes. Das 2.000 empresas mais produtivas em todo o mundo, 53 são alemãs.

Outro fato alentador para o desenvolvimento da economia no nosso Estado foi a instalação da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Ceará, em 27/10/2016, na FIEC com o propósito de desenvolver ações específicas para atrair investimentos, novas tecnologias, além de ampliar o comércio bilateral e consolidar as excelentes relações que já nos unem à Nação alemã. Vamos torcer para que a Fraport venha substituir a Infraero. A mudança será simplesmente fantástica. Só lembrando: Os alemães são tão festeiros quanto nós habitantes desta bela Festaleza!

 

Wilton Daher
Vice-presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF Ceará)

2017-10-24T03:33:59+00:00 janeiro 31st, 2017|Categories: Artigos, Destaques|
X