Gastos e investimentos devem seguir prioridades